sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

CAGADA HOMÉRICA

Sábado dia 06 de dezembro, durante a última etapa do Super Race de Asa, fiz duas cagadas que poderiam acabar em uma situação bem complicada. A primeira foi logo na decolagem: corri com o bico alto, a asa tendeu e felizmente consegui corrigir.









A segunda foi na volta do Cristo: com a minha prova tendo estourado o tempo de uma hora a 50 metros antes de bater o pilão do Cristo, resolvo fazer meia volta e seguir para o jóquei, já que estava meio baixo. Mas a asa rendia muito com o vento empurrando. Com o sangue ainda quente da prova tomo uma decisão completamente errada. Ignoro a segurança do jóquei e cruzo a Rocinha no seu ponto mais baixo. Só lembro olhar para o lado e ver uma antena na altura da minha ponta da asa. Caramba!! Passei, mas caí no rotor e a asa começou a tomar pancadas para todos os lados. Pensei que não iria chegar à praia e me preparei para arborizar, mas consegui alguma sustentação até garantir o Gávea Golf e de lá estiquei até a orla e pousei com segurança. Ufa!! O final de semana serviu para rever os meus limites.
Detalhes do vôo:







segunda-feira, 10 de novembro de 2008

Exposição de Asa Delta no Colégio Alfa Cem

Mantendo a tradição de apoio aos esportes, o Colégio Alfa Cem de Jacarepaguá, promoveu uma exposição de asa delta. O aluno João Pedro, o voador de asa mais novo do Brasil, montou seu equipamento na quadra da escola, e no horário do recreio os estudantes puderam tirar todas as duvidas que tinham em relação ao esporte.

O João Pedro começou a voar com 14 anos e em pouco tempo já está com mais de 50 vôos.
Esse vai ser campeão!!













sábado, 25 de outubro de 2008

Petrópolis–Seropédica–Barra

O vôo foi batalhado e logo na saída achei que fosse acabar no mandiocal, mas comecei a evoluir numa fraquinha e fui puxando em direção ao Tinguá. Entre o Tinguá e um morro em forma de barbatana coloquei na base de uma nuvem que mostrava o caminho de um cloud street na direção exata de São Conrado, mas o vôo planejado com o Gilson era tentar chegar em Itacuruça e pousar na praia em frente a casa do Pedrão Espartifador. Fiquei na duvida e decidi tocar para frente já que o vôo poderia ser maior e render mais uns pontinhos, hahaha!!!! Cheguei no Tinguá meio baixo e os pousos começaram a ficar pequenos e escassos, além do planeio da asa ficar meio podre com o rotor de vento N que eu enfrentava. De piriri em piriri fui contornado a montanha até garantir o pouso oficial de Japeri que já ficava pequeno com a última térmica que eu tinha engatado. Olhei na direção da Faculdade Rural e parti com tudo na expectativa de pegar uma térmica a favor do vento. Essa térmica demorou a chegar e quando eu estava a uns 4km da Rural avistei uns amigos urubus que me birutaram uma e me colocaram no vôo de novo. Mas comecei a perceber que o SO havia entrado rasgando para o lado de Itaguaí, então conversando com o Enio pelo radio, que me deu a maior força durante o vôo inteiro, decido tirar em direção a Nova Iguaçu, aonde cheguei no pouso oficial a uns 300mts abrindo o cinto para pousar. O lugar é mágico!!!! De piriri em piriri engatei no vôo novamente e coloquei na nuvem já derivando para o lado de Bangu e tirando direto para Barra com a proa do Rio-2. Passei alto no clube Céu e comecei a agradecer e refletir como voar é tão bom. Obrigado amigos do vôo!!!, Obrigado Vida!!!! Obrigado Asa!!!! puxei até a praia onde joguei na caudal do vento para relaxar e pousar. O GPS dizia que tinha um vento caudal de 25km/h perfeito para o pouso, mas quando faço a curva para pousar.... opa!!!! Cadê o vento de frente? Acho que era uma zona de transição e o faroeste estava dominando a região. Acabei indo reto com esperança de achar aquela lestada, o que não aconteceu. Após efeito barraca de praia, vara de pescar e alguns gritos, pousei sem comer areia e sem acertar ninguém.

.

Últimos preparos para o décimo vôo na asa




Rindo sem parar!!!





quarta-feira, 15 de outubro de 2008

ETAPA CARIOCA EM CARMO DO RIO CLARO

Serra da Tormenta ao Fundo




Geraldo e Octavio voaram em Carmo do Rio Claro pela primeira vez


Max na aproximação final com sua Combat L 12/2008. A primeira no Brasil



Pouso Gigante




Campeões da Etapa





sexta-feira, 26 de setembro de 2008

sexta-feira, 5 de setembro de 2008

FAROFA NO PARQUE DA CIDADE

Ontem o NO entrou firme no Parque da Cidade e antes de ir para o trabalho dei uma passada por lá com a certeza de encontrar o Romeo. Dito e feito, já estava prontinho desde as 9:00 e por lá ficou voando por 4 horinhas!!! Também voou o Alexandre que conheci neste dia.










video



video

quarta-feira, 27 de agosto de 2008

A Saga da Esplanada

Em 2007 fui para Brasília pela primeira vez, sonho de qualquer voador de asa delta, mas o vento soprou forte durante quatro dias e me fez voltar um pouco frustrado. Esse ano fui com dois objetivos: voar por 5 dias seguidos, coisa que nunca tinha conseguido, e chegar voando na Esplanada dos Ministérios quebrando meu recorde pessoal de distância livre.




Nos dois primeiros dias caí em Sobradinho







video






Terceiro dia



video






Parecia que tínhamos combinado o uniforme mas foi pura coincidência





Quarto Dia


video






Quinto Dia:

Acordei cabeçudo com o vôo do dia anterior , olhei para o céu e já pude ver algumas formações. Nossa, o dia prometia. O campeonato já tinha acabado mas na rampa tinha uma galera: Eu, Nito, Manuelzinho, Alexandre, Glauco, Haroldão e Tiago. A condição estava clássica, mas acabei dando uma capengada na cachoeira do Itiquira e merrequei por lá mesmo.









domingo, 6 de julho de 2008

Rampa Cheia em Nova Iguaçu

Após a reforma da estrada de acesso à rampa de Nova Iguaçu, o pico volta a ser uma ótima opção para os voadores do Rio.








terça-feira, 3 de junho de 2008

Etapa Porciúncula 2008

Etapa com poucos participantes mas confraternização total entre os pilotos. Foram três dias de vôos com muitos fazendo gol pela primeira vez. Alegria total!














Tiago Worcman



Zé Over, de Niterói, birutando para galera




Ronaldo Pena


Duda dando aquela força para o Flavinho



Casal Salame



Entrega de prêmios


Rafael Paixão garantiu seu lugar no pódio mesmo tendo marcado a pontuação mínima no primeiro dia devido a seu atrasado para a competição. Tiago Salame mostrou que vai dar trabalho para os mais antigos e só não conseguiu superar o experiente Bebe que levou o caneco de primeiro lugar na categoria intermediaria




Campeões da Categoria Principal































terça-feira, 29 de abril de 2008